Intervenção da Provedora de Justiça resulta na soltura de mais de oitenta e quatro reclusos

Intervenção da Provedora de Justiça resulta na soltura de mais de oitenta e quatro reclusos

Intervenção da Provedora de Justiça resulta na soltura de mais de oitenta e quatro reclusos

A Provedora de Justiça, Antónia Florbela Rocha Araújo, averiguou , hoje, terça-feira, 25 de Abril as condições carcerárias dos detidos e reclusos na Cadeia Central de Luanda- CCL, onde foram auscultados em audiência mais de 50 reclusos.
Durante a sessão de auscultação, a Provedora de Justiça, ouviu pacientemente a cada um dos reclusos, tomou nota, indagou os responsáveis do centro e prometeu encaminhar cada caso, segundo a sua natureza, às entidades competentes.
A Delegação foi recebida pelo Director Provincial dos Serviços Prisionais de Luanda Comissário Prisional Armindo José Moniz, que apresentou a entidade em parada de honra.
Na ocasião, o Director da Unidade Penitenciária Central de Luanda, Albino Miguel, apresentou o relatório informe sobre a última visita efectuada àquele estabelecimento Prisional pela Provedora de Justiça, Antónia Florbela Rocha Araújo, que resultou na soltura de mais de 80 reclusos.
Entre as questões abordadas, Florbela Rocha Araújo, recomendou a melhoria de algumas condições de habitabilidade no centro prisional, apelando para a conclusão da “cadeia da Maria Teresa” na Província do Bengo, para a posterior transferência dos reclusos.
A Provedora de Justiça visitou alguns pontos importantes que compõem aquele serviço carcerário, começando pelas celas, onde conversou demoradamente com alguns reclusos indagando sobre o estado de saúde individual e a forma como estes têm sido tratados.
No pátio desportivo da CCL a Provedora de Justiça orientou os técnicos que a acompanharam, a identificar e registar os presos abrangidos pela Lei de Amnistia a fim de apresentar casuisticamente os seus processos às autoridades que têm a competência de decidir.
Como uma mãe exemplar e Provedora de Justiça não deixou de visitar a cozinha para aferir os alimentos ali confecionados, deixando recomendações específicas.
A visita enquadra-se no âmbito da celebração da Semana do Provedor de Justiça, que decorre desde o dia 19 do corrente mês e, conhecerá o seu término com a realização de uma palestra no próximo dia 28 de Abril, no município do Icolo e Bengo.
Anterior Chefe do Serviço Provincial constata condições de assistência aos doentes no Hospital municipal de Benguela

Deixe o seu comentário

O Provedor de Justiça é uma Entidade Pública Independente do Estado…

Relações Internacionais

Links Úteis

© 2023 Provedor de Justiça de Angola - Todos os direitos reservados

wpChatIcon