Florbela Araújo defende presença dos Provedores de Justiça e Mediadores Africanos nos fóruns internacionais

Florbela Araújo defende presença dos Provedores de Justiça e Mediadores Africanos nos fóruns internacionais

Florbela Araújo defende presença dos Provedores de Justiça e Mediadores Africanos nos fóruns internacionais

A Provedora de Justiça, Florbela Rocha Araújo, defendeu, a valorização da presença dos Provedores de Justiça e Mediadores Africanos nos vários fóruns no âmbito da defesa dos direitos, liberdades e garantias dos cidadãos.

Florbela Araújo que falava durante o segundo dia de actividades da 13.ª Conferência dos Provedores de Justiça em Haia, Países Baixos, reiterou também, a necessidade de se incluir o português, como língua oficial de trabalho.

Neste encontro foram de igual modo apresentados os Relatórios dos Grupos de Trabalho presentes na conferência, com destaque ao Grupo das Nações Unidas, ao Instituto de Formação e Pesquisa das Nações Unidas (UNITAR) e ao Comité de Reforma do Estatuto.

A Provedora de Justiça participou de igual forma na reunião Regional para a África, onde analisaram questões de fórum comum, tendo a “Ombudsman de Angola” solicitado a apresentação do Relatório actualizado da Associação dos Provedores de Justiça e Mediadores Africanos (AOMA) desde o início do seu mandato até o final do mês de Maio do ano em curso.

A Provedora de Justiça reservou um momento, para almoçar com a Embaixadora de Angola acreditada nos Países Baixos, Maria Isabel de Resende Encoge.

No período da noite, Florbela Araújo marcou presença no jantar oferecido pela Câmara Municipal, onde trocou impressões com o Provedor de Justiça da Suíça, conhecendo a experiência daquele país, em que o Provedor de Justiça esta ao nível do Presidente da Corte Suprema.

Neste evento, Florbela Araújo partilhou também experiências com vários Provedores de Justiça, com realce aos de Haia, do Mónaco, do Canadá, do Suíça, do Peru, do Benin e do Senegal.

Anterior Provedora de Justiça recebe em audiência Presidente da Associação Movimento Nacional de Apoio aos Reclusos

Deixe o seu comentário

O Provedor de Justiça é uma Entidade Pública Independente do Estado…

Relações Internacionais

Links Úteis

© 2024 Provedor de Justiça de Angola - Todos os direitos reservados

wpChatIcon