Provedora de Justiça e Embaixador do Reino da Noruega Destacam Direitos Humanos Como Prioridade da Sua Agenda de Trabalho

Provedora de Justiça e Embaixador do Reino da Noruega Destacam Direitos Humanos Como Prioridade da Sua Agenda de Trabalho

A Provedora de Justiça de Angola, Antónia Florbela Rocha Araújo, recebeu, na tarde desta quinta-feira, 1 de Dezembro, o Embaixador Plenipotenciário do Reino da Noruega acreditado em Angola, Bjornar Dahl Hotvdt, com quem abordou assuntos inerentes aos Direitos Humanos como prioridade da sua agenda de trabalho.



Na sua alocução, Florbela Rocha Araújo, destacou o papel e âmbito de actuação da instituição que dirige, tendo manifestado a intenção em cooperar com a Embaixada do Reino da Noruega, em matérias ligadas aos direitos humanos, protecção de crimes contra a tortura e a intenção em constituir o Provedor de Justiça de Angola, a categoria de Instituição Nacional de Direitos Humanos e, em Entidade de luta de Crimes contra a Tortura, à semelhança de países como Portugal, Espanha, África do Sul e Cabo Verde.

Na sua intervenção Bjornar Dahl Hotvdt destacou a importância do papel do Provedor de Justiça como uma instituição que vela pelos direitos, liberdades e garantias dos cidadãos, tendo aproveitado o ensejo, para partilhar a sua experiência em sessões anuais sobre a temática ligada aos direitos dos cidadãos.

O Embaixador do Reino da Noruega referiu ainda que a par dos assuntos relacionados com os direitos humanos, Angola e a Noruega mantêm relações estratégicas, caracterizadas pela diplomacia económica, contribuindo na inserção de quadros angolanos no mercado de trabalho.

O diplomata realçou que a recente visita do Presidente da República de Angola, João Manuel Gonçalves Lourenço ao Reino da Noruega reforçou os laços de cooperação entre os dois países, o que permitiu de certa forma uma.maior cooperação entre a Embaixada do Reino da Noruega e outras instituições locais de direitos humanos.

Em gesto de balanço, Florbela Rocha Araújo considerou positivo o encontro de trabalho, solicitando o apoio da candidatura de Angola junto da Aliança Global de Instituições Nacionais de Direitos Humanos.

Por sua vez, o Embaixador do Reino da Noruega reconheceu o desafio que o Provedor de Justiça da República de Angola enfrenta para o alcance dessa qualificação e garantiu o seu apoio e experiência na consecussão deste desiderato.

Anterior Provedor de Justiça de Angola Conta com Apoio do Alto Comissariado da ONU Para Atingir Estatuto de Observador Internacional

Deixe o seu comentário

O Provedor de Justiça é uma Entidade Pública Independente do Estado…

Acesso Rápido

Relações Internacionais

© 2022 Provedor de Justiça de Angola - Todos os direitos reservados

wpChatIcon