PROVEDORES DE JUSTIÇA AFRICANOS DECIDEM ENVIAR MISSÃO AO MALI

PROVEDORES DE JUSTIÇA AFRICANOS DECIDEM ENVIAR MISSÃO AO MALI

A

2012-05-15

Uma missão da Associação dos Ombudsman, Mediadores ou Provedores de Justiça Africanos (AOMA) desloca-se ao Mali para constatar a situação política prevalecente naquele país depois do golpe de Estado militar de 22 de Março. A informação foi prestada na quinta-feira por Paulo Tjipilica, no final da reunião do Comité Executivo da AOMA. Segundo Paulo Tjipilica, Provedor de Justiça de Angola, a situação no Mali foi discutida durante o encontro. Na abertura, a secretaria executiva da AOMA, a sul-africana Thuli madonsela, lamentou o facto de a assembleia-geral da organização, que devia realizar-se no Mali, já não poder acontecer devido ao golpe de Estado. Foi discutida a situação política no Mali e nesta quinta-feira o provedor Django Sissoko telefonou-me a dizer que a situação1 estava a melhorar e isso deu-nos grande satisfação, disse Paulo Tjipilica. O provedor do Mali está a envidar esforços, junto do primeiro-ministro do seu país, para que o Mali possa acolher a Assembleia Geral em Outubro próximo. Em função disso, referiu Tjipilica, o Comité Executivo reunido em Windhoek decidiu enviar uma missão conjunta composta por membros do secretariado e da presidência para constatar in loco o ambiente que se vive naquele país e se há condições para a realização da Assembleia Geral.


Fonte: ANGOP

Anterior DISCURSO DE S. EXCIA SENHOR PROVEDOR DE JUSTIÇA NO CUNENE-ODJIVA

Deixe o seu comentário

O Provedor de Justiça é uma Entidade Pública Independente do Estado…

Acesso Rápido

Relações Internacionais

© 2022 Provedor de Justiça de Angola - Todos os direitos reservados

wpChatIcon